Destaque Jogos Notícias Review UWP

Teste a sua precisão (e paciência) com Poly and the Marble Maze

É já hábito ouvir-se dizer que a plataforma Windows tem poucas aplicações e poucos jogos, sendo esta lacuna muitas vezes apontada como uma razão para mudar de plataforma. Para combater este estigma, e porque acreditamos que a plataforma Windows tem muito para oferecer, todas as semanas falamos de um novo jogo que talvez não soubesse que existia, para lhe mostrar que ainda tem muito que fazer antes de deixar o Windows.

Esta semana trazemos-lhe Poly and the Marble Maze, um jogo de plataformas em três dimensões. O jogo tem uma premissa bastante simples e directa. Não há história, e também não há motivo para que esta existisse. Basta, então, iniciar simplesmente o jogo.

O objetivo do jogo também é relativamente simples. Deve controlar a bola, feita de polígonos, por uma série de níveis para chegar à bandeira que representa o final do mesmo. Deve também recolher os cristais presentes em cada nível. Os níveis são caracterizados por serem superfícies com pouca largura, o que torna difícil manter-se em cima delas e resulta muitas vezes em quedas que o obrigam a recomeçar o nível. O foco do funcionamento do jogo está na precisão dos seus saltos e na sua capacidade de controlar o movimento da bola. Nem sempre é fácil, e, se for tão mau perdedor como eu, terá muitas vezes vontade de partir o telemóvel ao meio.

wp_ss_20160730_0001

Os níveis estão organizados em “mundos”, sendo que existem três mundos com 20 níveis cada um. Para desbloquear um mundo novo, tem de alcançar um número mínimo de cristais recolhidos nos anteriores, por isso, embora seja opcional recolher os diamantes todos, é necessário recolher uma quantidade considerável para conseguir desbloquear todo o conteúdo do jogo. Se preferir, pode obter alguns cristais adicionais através de acções como avaliar o jogo na Loja, ou partilhá-lo no Facebook.

wp_ss_20160730_0003

O menu principal do jogo permite aceder às definições, onde pode configurar o volume da música e dos efeitos de som, bem como a qualidade gráfica. Por pré-definição, a qualidade gráfica estava definida para o nível mínimo no meu Lumia 640, mas alterar para a qualidade máxima não teve impacto no desempenho do jogo, pelo que recomendo que o faça. Pode, no entanto, afectar a duração da bateria.

É difícil apontar falhas a Poly and the Marbe Maze, mas se tivesse de o fazer diria que lhe falta alguma criatividade. Os mapas de cada um dos três mundos são exatamente iguais, com um tema de fundo diferente. Não é nada que afecte a qualidade do jogo, mas passa a ideia de que não houve muito esforço na concepção dos mundos. Os níveis, por sua vez, são suficientemente criativos e distintos uns dos outros, e proporcionam desafios com dificuldade moderadamente alta. Seria bom que houvesse mais níveis, mas os 60 que existem são suficientemente desafiantes para o manter ocupado durante bastante tempo.

Por fim, falta falar da publicidade, que está bastante presente. Após a conclusão de cada nível, poderá ver um anúncio que ocupa a quase totalidade do ecrã. O jogo oferece uma versão Premium, que, por cinco euros, lhe permite remover a publicidade, bem como receber 100 cristais automaticamente, o suficiente para desbloquear os três mundos do jogo instantaneamente. Esta é a única compra oferecida dentro da aplicação, e para nós, parece ser suficiente. Pode descarregar o jogo usando a ligação abaixo.

Poly and the Marble Maze (Gratuito, com compras dentro da aplicação)

Sobre o autor

João Carrasqueira

Com 20 anos, licenciado em Assessoria e Tradução, João é um grande fã de tecnologia, especialmente tudo o que esteja relacionado com a Microsoft. Também tem uma paixão pelos videojogos da Nintendo.

Comentários recentes