Destaque Notícias Tutoriais Windows 10 Mobile

Uma História do Windows Mobile – Parte Final

No capítulo anterior da nossa história: Conhecemos o Windows Phone, o sistema inovador da Microsoft, nas suas versões 7, 8 e 8.1. Vimos também as polémicas que envolvem esse sistema e algumas curiosidades como, por exemplo, um vídeo promocional do Lumia 900 feito pela Jéssica Alba. Se ainda não leu, é altamente recomendado que o faça (aqui). Se já leu estás livre para seguir.

Microsoft compra Nokia

Já era de se esperar e alguns já tinham até “previsto” isso, e em Stembro de 2013, a Microsoft oficializa a compra da divisão de smartphones e feature phones por 5,4 biliões de euros. Veja alguns excertos da carta feita por Steve Ballmer e Stephen Elop:

“Nokia e Microsoft sempre sonharam grande – nós sonhamos colocar um computador em todas as mesas e um smartphone em todos os bolsos, e percorremos um longo caminho para realizar todos esses sonhos.”

“O dia de hoje é um momento de reinvenção.”

“Juntos, nós vamos redefinir os limites da tecnologia.”


O Windows Phone 8.1 era o sistema actual e todos estavam felizes com ele (excepto pela falta de aplicações), foi na época que aderi ao Windows Phone e gostei muito, mas não acabou por aí: Em Setembro de 2014 a Microsoft faz o anúncio do Windows 10 e leva os fãs à loucura total, eu fui um deles. A ideia de um novo sistema que seria único, e as melhorias que a Microsoft revelou no primeiro momento eram fantásticas! Claro que não era nem metade do Windows que temos hoje mas ainda assim ver tanta informação acontecendo tão rápido gerou uma sensação indescritível, algo que só quem viveu esse momento sabe do que eu estou falando.

Programa Windows Insider

A ideia da Microsoft de criar um sistema único ia além da compatibilidade com os mais variados tipos de dispositivos, o Windows 10 é único porque nós, utilizadores, tivemos uma expressiva participação no seu desenvolvimento dando criticas e sugestões, através do Programa Windows Insider: um programa onde os “entusiastas” do sistema poderiam utilizar versões incompletas deste (conhecidas como “builds” ou compilações, em Português) e então, como eu disse anteriormente, dar críticas e sugestões para o aperfeiçoamento da nova versão do Windows (PC e Mobile). Lançadas aleatoriamente, as compilações em geral traziam alguma novidade, mas isso não acontecia sempre. Até o lançamento do Windows 10 Oficial (29 de Julho de 2015) foram cerca de 5 milhões de “Insiders” (nome dado aos participantes do Windows Insider) que aderiram ao programa no PC e no telemóvel.Windows_10_Logo

O Windows 10 foi projetado para ser um sistema capaz de funcionar em qualquer dispositivo, então é difícil falar apenas do telemóvel sem citar o PC, mas essa “fusão” só vai se concretizar por completo mais tarde, por isso, até lá vamos tentar focar apenas do Windows Mobile:

Windows 10 Mobile – O futuro começa aqui

A data era 12 de Fevereiro de 2015 e nesse lindo dia tivemos o lançamento da primeira compilação do Windows 10 Mobile, ainda muito instável e apenas com duas novidades mais significativas: a possibilidade de adicionar uma foto atrás dos mosaicos dinâmicos, o novo menu de configurações, totalmente redesenhado e também novas aplicações “universais” de alarme, calculadora, fotos e gravador de voz.

A partir daí começa uma longa saga para os utilizadores do Windows Phone, foram muitas compilações e muitas novidades, tantas que não temos condições de contar todas, porém as mais significativas ao longo de um ano de desenvolvimento além das que já citamos foram: a possibilidade de mover o teclado pelo ecrã em dispositivos com este maior que 5′, aplicações nativas redesenhadas, a opção de ajustar a transparência dos mosaicos e novas cores de destaque, o modo de uso com apenas uma mão, o novo navegador Microsoft Edge, novos protocolos para VPN, uma nova central de acções que agora é interativa e conta com até 4 filas de atalhos rápidos, novas aplicações Office, melhorias para a Cortana e uma nova Loja universal, também redesenhada. Veja algumas fotos feitas pelo site WinBeta, que mostra algumas curiosidades sobre as primeiras compilações do Windows 10 Mobile:

“Atrasos e Incompatibilidades”

O plano da Microsoft era lançar a versão para computadores e telemóveis juntas, mas o sistema mobile ainda estava inacabado e então o seu lançamento foi adiado para Dezembro. O problema é que nessa época o sistema também não estava completo e foi adiado sem data definida. E então surgiram na internet diversos rumores sobre a possível data de lançamento, e foram muitos rumores, tantos quanto os aparelhos da linha Galaxy, da Samsung (risos). Sites deram datas, operadoras de comunicação deram datas, funcionários da Microsoft deram datas e nenhuma se cumpria. Um selecto grupo de utilizadoress chegou a receber o Windows 10 Mobile antes, mas foi somente em 17 de Março deste ano que a grande maioria começou a receber a actualização.

Mesmo assim, não foram todos que receberam a actualização para o Windows 10 Mobile, foram apenas 50%. Apesar de inicialmente a Microsoft assegurar que todos os aparelhos com Windows Phone 8.1 receberiam a actualização, não foi possível através por causa da instabilidade e incompatibilidade com alguns aparelhos. Da linha Lumia, a lista completa de aparelhos suportados pode ser conferida aqui. A história repete-se e pela terceira vez, a incompatibilidade enche de fúria os utilizadores que tinham o Lumia 530, 10201320 ou um aparelho com 512MB de RAM como o Lumia 630.

Voltando ao Windows 10 Mobile, com a sua chegada a Microsoft anunciou algumas inovações, vamos falar um pouco sobre elas:

Aplicações Universais

São as aplicações que funcionam em qualquer dispositivo com Windows 10 (daí o nome “universal”). De uma maneira simplificada é possível criar uma aplicação que funcionará tanto no Xbox One como no telemóvel, por exemplo, basta que ambos tenham o Windows 10 instalado.

continuum-for-windows-10-is-phone-convergence-but-not-as-advanced-as-ubuntu-s-493904-2
O Continuum chega com a promessa de transformar o seu telemóvel num computador de bolso.

Continuum

O Continuum funciona como um projetor a partir do telemóvel, basta que esse execute o Windows 10 e esteja conectado a um ecrã, um rato e um teclado. Desse modo é possível transformar o telemóvel num verdadeiro computador de bolso pois, como as aplicações são universais, elas se adaptam ao ecrã e o usuário consegue ter uma verdadeira experiência de ter um computador dentro do telemóvel. Requer hardware adicional.

Windows Hello

Esqueça as senhas! O Windows Hello é a maneira mais segura e pessoal de entrar no Windows 10. Basta que você olhe ou toque para o seu PC ou telemóvel e ele reconhecerá se é você mesmo e então desbloqueará o dispositivo. Sem ter que decorar qualquer senha. Requer hardware adicional como um scanner de íris e um leitor de impressões digitais.

Projeto Astoria e Islandwood

Projecto Astoria é o nome dado à ferramenta criada pela Microsoft para, de uma maneira bem simples, “portar” aplicações do Android para o Windows 10. O projeto Islandwood tem o mesmo propósito porém seu objetivo é converter aplicações do iOS para o Windows. Infelizmente o projeto Astoria foi cancelado, mas o Islandwood já dá bons frutos.

Enquanto isso: Microsoft compra a Xamarin, provedora líder em soluções para o desenvolvimento de aplicativos para dispositivos móveis. Essa compra vai facilitar ainda mais o desenvolvimento de aplicações para Windows.

Falamos das novidades do Windows 10 Mobile, mas mesmo depois de ser lançado oficialmente ele não parou de ser desenvolvido, é dada a largada para uma nova saga, desta vez com a actualização do Windows 10 Mobile, a Redstone 1.

Windows 10 Mobile Redstone 1 – melhorias para o que já era bom

Em Fevereiro de 2016 era lançada a primeira compilação da “Actualização de Aniversário” ou Redstone 1. Em geral tivemos apenas melhorias do que já se existia, como um botão de fechar maior e um botão de navegação InPrivate no Microsoft Edge, os mosaicos dinâmicos agora actualizam todos de uma só vez, aplicações agora iniciam mais rápido, os emojis foram actualizados, alterações visuais no Centro de acções e nas notificações, ícones para cada secção das configurações, a integração com o Skype na aplicação de Mensagens foi removida, melhorias na Cortana, uma actualização para a Loja e uma enxurrada de correções de bugs.

Estamos a poucos dias do lançamento desta actualização, que está planeada para ser lançada no dia 2 de Agosto e a Microsoft tem planos futuros de lançar a Redstone 2 e 3, mas isso é assunto para mais uma história, num futuro não muito distante. É incrível como o Windows Phone/Mobile evoluiu ao longo do tempo, e é com uma imagem sobre a sua evolução que nós terminamos.

É possível notar as diferenças de cada versão dos sistema operativo móvel da Microsoft.
É possível notar as diferenças de cada versão dos sistema operativo móvel da Microsoft.

Muito Obrigado por ler até aqui, este é o fim da nossa história sobre a trajetória da Microsoft no mundo Mobile. Espero que tenha gostado, qualquer comentário pode ser feito facilmente logo abaixo, não deixe de vir discutir connosco os mais variados assuntos no nosso grupo do Facebook, ou Telegram.

A nossa história termina, mas a história da Microsoft está só começando… Quem sabe o que pode vir por aí? 🙂

Sobre o autor

Flavio

Brasileiro, sou fascinado por tecnologia e tudo o que ela pode me oferecer. Jogando no telemóvel ou editando arquivos no portátil, o Windows é perfeito para quem quer fazer mais. E é por isso que eu uso Windows.

Comentários recentes